O discernimento no falar

14:30


Num tempo em que a palavra vale mais do que os factos e as ideias a que ela dá significação, seja pouca a tua fala.

Sê sensato!

Não permitas que a tua língua espalhe o boato, porque, dominando-a, não serás prejudicado; detestando o falador, diminuis o mal do mundo, e, não permites à tua língua que te torne culpado, no caíres na presença dos inimigos e invejosos que estão próximos de ti e sempre à espreita disso.

Ouviste alguma palavra de alguém ?

Sepulta-a dentro de ti!

Tranquiliza-te, não te fará rebentar!

Pois, como ensinam os livros sapienciais : 

" O insensato padece de dores de parto, por causa de uma palavra, como mulher que geme para dar à luz uma criança"
ou, "como seta cravada na carne da coxa, assim é a palavra na barriga do insensato".

Cuida de guardares essa riqueza que é a palavra que tens dentro de ti!


Porque,

" Se proteges o teu terreno com sebes de espinhos, e aferrolhas a tua prata e o teu ouro, faz também uma balança e um peso para a tua palavra, e, para a tua boca, uma porta e um ferrolho".

Virgílio Amado Ferreira

You Might Also Like

0 comentários

Instagram